sábado, 24 de março de 2012

Último capítulo mostrou que Fina Estampa foi incompreendida

O diferente último capítulo da novela das 21 Horas da Rede Globo, Fina Estampa, mais do que propriamente fechar os núcleos e encerrar as histórias serviu para atestar uma verdade: o folhetim escrito por Aguinaldo Silva foi, talvez, a obra mais incompreendida de todos os tempos pela crítica nacional e o autor, com bom humor único, resolveu apresentar o conceito de sua obra de forma escrachada neste capítulo final.

Com situações impossíveis de transmitir verossimilhança em qualquer ambiente, mesmo dentro do contexto de uma novela, os momentos finais de Fina Estampa foram uma espécie de aula que Aguinaldo Silva deu, não ao público, mas a crítica, sobre como enxergar uma obra de TV sob diferentes prismas e não apenas através da análise enrijecida e técnica.

Tecnicamente, o folhetim foi fraco e muito aquém de suas antecessoras. Mas Aguinaldo Silva não quis fazer um trabalho que serviria para análises técnicas. Ao contrário do que muitos pensam, o autor também não desenhou uma história pobre e que grudasse na mente do público - e isto era o que o próprio blog pensava. Neste último capítulo, o roteiro deixou claro as intenções de um autor corajoso: mostrar que a falta de sentido e de lógica fazem parte da vida - e principalmente da arte.

Fina Estampa não era para se levar a sério, nunca foi esta a intenção. Todos que tentaram - como este que vos fala - encontraram problemas incríveis, mas o último capítulo escancarou o que era óbvio na cabeça de quem escrevia. "Divirtam-se", dizia o tempo todo. As caricaturas e os clichês tomaram conta de tal forma do folhetim neste final que ele foi transformado numa espécie de esquete de programas vespertinos que tentam inserir o humor em suas simulações, mas tudo funcionou porque era justamente esta a intenção do autor.

Aguinaldo Silva também criticou. Criticou a si próprio, criticou seus colegas e criticou o próprio formato da teledramaturgia. Mas criticou principalmente os analistas das telenovelas. Há quantas novelas todos falam que os autores parecem não encontrar mais criatividade? Caminho das Índias foi uma espécie de O Clone 2 de Glória Perez, Passione foi uma revisitação de Sílvio de Abreu a Belíssima. Viver a Vida mostrou o mesmo Manoel Carlos de sempre. Insensato Coração confirmou que Gilberto Braga não se libertou de Celebridade. E Fina Estampa era o retorno de Senhora do Destino.

A crítica não cansou de dizer isso o tempo todo. Aguinaldo Silva mostrou que é isso mesmo. Mostrou o que todos sabem, mas fingem esquecer, que não existem milhões de situações dramáticas, são poucas, o que muda é a forma de se contar. Por isso, o autor parou de apenas se inspirar em seus trabalhos anteriores e passou a citá-los freneticamente. Sem medo de ser feliz, ele chocou o mundo dizendo com estas "homenagens" que a revisitação do passado não é propriamente falta de criatividade, mas é reescrever a história sob um novo ângulo.

A incompreendida Fina Estampa certamente seria melhor avaliada fosse julgada por crianças. Sim, crianças. Pois foi para um público assim que o autor escreveu. Evidente que o público-alvo da novela não eram as crianças, mas todo telespectador é criança quando se trata de análise técnica de um folhetim. Fina Estampa não foi uma novela para os críticos. Foi uma novela para quem quer apenas se recostar no sofá e assistir as maiores insanidades possíveis, como nos desenhos animados. Não precisa fazer sentido, basta ser divertido. Basta entreter.

O último capítulo de Fina Estampa ensinou muito. Ensinou sobre o novelista que parecia sofrer de crise de criatividade. Ensinou sobre o formato da própria telenovela que parecia desgastado. Ensinou à crítica que a análise não precisa ser apenas com elementos técnicos, mas enxergando com menos rigidez alguns conceitos. O fim de Fina Estampa mostrou que ela foi incompreendida, mas amada pelo público.

17 Quebraram tudo:

Sérgio Santos disse...

Discordo da crítica. A novela foi um deboche à inteligência de qualquer um. Aguinaldo sempre escreveu personagens caricatos, mas que funcionavam dentro de uma proposta. Dessa vez ele preferiu inserir essas caricaturas em situações absurdas e motivações sem o menor sentido. Não acho que ele tenha debochado de si mesmo, uma vez que as frases mencionadas por vários personagens, fazendo questão de lembrar suas novelas anteriores, era uma levantada em seu próprio ego. Ainda bem que acabou e teve um último capítulo tão ridículo quanto foi toda essa obra. Já vai tarde.

Santos Curicica disse...

Concordo com a crítica. Fina Estampa foi um folhetim disfarçado da Disney.

Diogenes disse...

Eu estou tentando concordar pois realmente é so oque me resta lamentei muito nunca me decepicionei tanto com uma novela pois esta foi a unica novela global em q assisti na integra, LAMENTAVEL ESSE FINAL!

Deise disse...

Concordo plenamento com Sérgio Santos a novela foi feita para quem chega as 21h. morto de cansado e não quer acabar com o dia dormindo e se encosta para ver qualquer coisa.Isso a novela foi qualquer coisa, sim.

Fabiano disse...

Discordo da crítica. Fina Estampa começou sem graça, evoluiu muito mal, e terminou TERRÍVEL! Metade dos núcleos não foi fechado, e os absurdos inundaram o capítulo. E essa história de revisitação ao passado, é sim falta de criatividade. Olha A Vida da Gente... trama novíssima, sem consultas a trabalhos anteriores. Ficar citando suas novelas, inseri-las como no caso da Altiva de A Indomada foi grotesco, no mínimo. TERRÍVEL.

Isnaldo disse...

Nunca mais assisto novela do Agnaldo Silva foi um absurdo o termino dessa novela.

Victor disse...

Fina Estampa foi horrível do começo ao fim, mas deu muita audiência à Globo. O Aguinaldo Silva é um péssimo escritor, mas entende de novela mais que qualquer outro autor da Globo. Eu nunca gostei de Fina Estampa, mas assisti do começo ao fim! Garanto que isso aconteceu com muitos dos telespectadores. Que venha Avenida Brasil, escrita por um verdadeiro gênio.

pauloasjunior disse...

Discordo da crítica. Esse último capítulo de Fina foi uma das piores coisas que já vi na vida.

Ai, que saudade de Insensato Coração!

Ana Clara disse...

O ultimo capitulo da trama foi um fracasso, todos nos estavamos esperando o um super final. PESSIMO!

Kalipso disse...

Fina Estampa é uma novela para cair no esquecimento. Mal feita, com personagens fracos e comportando-se como deficientes mental. Um estereotipo de gay que só pode ter sido inspirado no próprio autor, chegando às raias do ridículo com sua total submissão e humilhações a uma socialitie sem um pingo de classe e elegância. O autor que deve estar chegando a senilidade perdeu a sensatez ao escrever uma trama para debilóides. E fica aqui um conselho para A.Silva: trate os leitores de seu blog com respeito, não é com grosserias e má educação que se responde à criticas, ou será que a velhice já se manifesta em forma de esclerose?

mari disse...

Ai não, que fim de novela sem graça...
Crô não revelou seu amante
Tereza Cristina não falaram o segredo real...
Marcela não falaram se era Marcela ou não...
sem falar que final ridiculooooooooooooo...
Aguinaldo Silva, se não tem mais inspiração intão esta na hora de se aposentar!!! porque não somos palhaços teu...

Sandy disse...

Realmente,o pior final de novela de todos os tempos!
Que ridicula a ultima cena de Griselda e Tereza Cristina,um cone e uma galinha seriam mais divertidos!
São otimas atrizes,mas nao foram bem utilzadas pelo autor!
Ele tinha que fazer um outro final,isso sim!

Fabio Dias disse...

CARA QUE TEXTO MARAVILHOSO!
QUE SENSIBILIDADE!
EU AMEI O ÚLTIMO CAPÍTULO!
AZAR DE QUEM NÃO ENTROU NO ESPÍRITO DA NOVELA!
AGUINALDO SILVA BRINCOU COM O BRASIL!

Miss.MonsterSannford disse...

Faz tempo que a Globo vem exibindo novela das 9 com perfil de 7, mais pro cômico do que para os dramas despojados com enredos definidos como as mais antigas. Fina Estampa desde o começo mostrou ao que veio.Veio pra empregar os atores, dinheiro a Globo e cagar na cabeça do telespectador. A personagem Griselda era a mais chata, rica ou pobre. O escritor A. Silva está uma mistura de Clodovil com Dercy Gonçalves. Lado Dercy enveredando para piadas débeis, diálogos sem conteúdo e solto ao léu sem conectar nada a nada, tipo vamos dá crédito pro velhinho. O lado Clo dovil dele é está sempre envolvidos em criticas aos artistas com arrogância e até faltando com a ética profissional. Ta na hora dele mesmo rever seus conceitos como pessoa e principalmente como profissional. Esse novela foi um tapa na cara do telespectador, uma tremenda falta de respeito. Ressaltando comentários acima, como já disseram anteriormente a trama Fina Estampa peida na inteligência do brasileiro. Mas os culpados somos nós, o público. Temos que boicotar esses folhetins do capeta que incentiva a homossexualidade e a maldade impune. Fina Estampa foi sem dúvida a pior novela de todos os tempos!!! Lamentável que as novelas brasileiras importadas com tanto glamour caia numa decadência dessas. Viva a Maria do Bairro!!!!

VALMIR disse...

Esta novela parece que foi feita pela minha vó, porque só lembrava de assuntos quando lhe convinha.Novela pobre, Lilia Cabral fraca, tirando a Torlone e o Serrado, o resto podia fazer o papel mudo que nada mudava neste folhetim podre.Autores da Globo com competencia contestada, devem entrar em um novo tempo, jovens e adultos tem saudade de viuva Porcina, mas aquele tempo ficou, entretenimento mudou, a tv paga esta ai. Ou se supera e produz algo novo ou fica neste fracasso um atrs do outro.

renato-rs disse...

se o propósito do A.Silva era alertar para a impunidade no Brasil, tudo bem. mas foi frustrante o final, muitos casos ficaram para que o telespectador fizesse a sua própria dedução. Pedro Jorge, o desaparecimento da enfermeira, se a aparição de Tereza Cristina foi imaginação da Griselda ou se morreu junto com Pereirinha, e outros.

classe disse...

Eu acompanhando a novela eu comecei a assistir desprentenciosamente, e exatamente como nos desenhos,claro,desenho de hoje em dia,não com roteiros bons como os Flinstones,que tinha mais contexto do Fina Estampa,até porque a Pereira levou a Tereza Cristina no deboche mesmo,até no final.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira