terça-feira, 18 de maio de 2010

Passione: Cheiro bom de sucesso no ar

Estreou nesta segunda-feira a nova novela das nove da Rede Globo, Passione. De Sílvio de Abreu, a novela já era aguardada com muita ansiedade pelos telespectadores e também por toda a mídia e até pela própria emissora, pois apresentava, desde a sinopse até as chamadas, tudo que era necessário para recuperar a audiência do horário e fazer com que todos se esquecessem do fiasco que foi sua antecessora, Viver a Vida.

Com tanta ansiedade, a expectativa só aumentava e a cada cena que ia ao ar, tudo era analisado, desde as atuações, até a cenografia, figurino, mas principalmente a história. Sílvio de Abreu sempre foi mestre em costurar ótimas histórias e mostrá-las muito bem com uma excelente apresentação ao público já no primeiro capítulo.

O que se viu neste primeiro momento em Passione tem realmente o dedo de Sílvio de Abreu. Num único capítulo, tivemos tantas informações, tantas seqüências, tantos acontecimentos que nem em toda a história de Viver a Vida ocorreu, traço característico de um autor policial como é Sílvio. Passione neste primeiro momento não mostrou uma história forte para os protagonistas, na verdade, o folhetim mostrou uma história forte. E uma história forte que rege a vida de praticamente todos os núcleos da novela, exatamente como deve ser num folhetim tradicional.

A história do filho de Bete Gouveia (Fernanda Montenegro) que há 55 anos foi dado como morto e agora, descobre-se estar vivo e vivendo na Itália (interpretado por Tony Ramos) vai mexer com diversos personagens e mudar o rumo da história de praticamente todos, mostrando o que é uma novela muito bem amarrada.

Neste primeiro momento, as apresentações de cada um dos personagens foi muito bem feita. Já é possível saber o que pretende e o que busca cada personagem da história e isso é o mais importante, porque uma boa história, Passione tem. As interpretações é que foram o ponto baixo deste primeiro capítulo. Um elenco afinado, cheio de grandes nomes, mas que poucos corresponderam neste começo. Os destaques positivos ficaram por conta da brilhante Fernanda Montenegro que roubou a cena já logo no início, para a excelente composição de Tony Ramos e para Aracy Balabanian mostrando que pode ser a dona da história. Já como aspecto negativo tivemos Carolina Dieckman completamente perdida, Marcelo Antony e sua eterna cara de paisagem, mas principalmente Reynaldo Gianecchini, pior até o momento.

O que se pode dizer ao final do primeiro capítulo? Passione veio para ficar. Em um capítulo já fez com que todos se esquecessem de Viver a Vida e criou expectativa e torcida pelos próximos capítulos dessa trama que promete ser eletrizante. Mesmo com uma audiência baixa neste primeiro capítulo (37 pontos, segundo a prévia), o folhetim tende a crescer e deve sem problema algum recuperar a audiência no horário. Há cheio de sucesso no ar.

Este texto também estará disponível no site Famosidades, do Grupo MSN Entretenimentos

11 Quebraram tudo:

Admin disse...

Eu não gostei tanto, o 2° bloco foi um porre !

Parecia que eu tava assistindo VIVER A VIDA só que fora do leblon :P

Em fim, sei da capacidade do Silvio, e sei que a novela deve melhorar muito.

Mais a minha primeira impressão não foi boa não :s

HLuis disse...

Primeiro capítulo até que agrada, mas só tem clichê.

Gabriel Borba disse...

Daniel
Sou obrigado a concordar com os meus colegas de que o primeiro capítulo não foi esta maravilha que tu viste.
Acho que estavas com tanta vontade de assistir alguma coisa boa no horário que não enxergaste tão bem.
Tomara que melhore, principalmente as atuações (como tu viste aliás), uma vez que a história parece muito boa.
Se fôssemos fazer um "Deu Vergonha" eu apontaria as cenas do Gianechini, e um "Foi Boa" a estupenda Fernanda Montenegro na cena da morte do marido. É incrível, mas dava pra sentir a ambiguidade dos sentimentos que ela queria passar: a dor da perda e a raiva pela mentira. Maravilhoso!
Vamos aguardar...
Um abraço.

Mari disse...

Também gostei de Passione, parece q será uma boa trama. Pontos negativos: Chatolina Dieckmann, Fred e Clara como Cachorra e Michê 2.0 e me enjoou um pouco o sotaque da italianada.
Mas a novela teve mais pontos positivos, destacando a sempre deslumbrante Fernanda Montenegro e Francisco Cuoco e Irene Ravache parece q serão um casal bem engraçado.
Enfim, milhões de vez melhor q Viver o Tédio.

Zenilde disse...

Concordo com quase tudo.. só não gostei das críticas feitas ao Reinaldo, não está tão maaaal assim... Gosto dele..!

Caroline® disse...

Passei só pra comentar sobre Força Tarefa. Foi o primeiro episódio que vi esse ano. Muito bom!!!! Super bem feito, nem parecia produção brasileira. E Murilo Benício está irretocável, a caracterização perfeita (acima do peso, entristecido, abatido como um policial brasileiro...) e a atuação sólida.

Guilherme disse...

Meu pai... A novela é ótima e a tendência é só melhorar!

Marcos Tony disse...

'Passione' ou 'Tracione'? Como pode um "novelão de um autor genial" marcar míseros 31 pontos em plena quinta-feira (se fosse num sábado, a desculpa estaria na ponta da língua: neste dia o share é baixíssimo")? 'Viver a Vida' já estava no fundo do poço por ser "a pior novela já feita na história da humanidade" ou "antinovela", não é mesmo? Mas como justificar que um "novelão" esteja quase sendo superada pela novela das seis (encoxada já está)? Que coisa! Nada como um dia após o outro. Todos que malharam tanto o Maneco agora verão o "super Sílvio de Abreu" colhendo o mesmo fiasco (talvez o dele seja até maior e a repercussão também, visto que ele - a exemplo de Aguinaldo Silva - gosta de desfazer de outrem, como fez recentemente ao detonar o SBT e Íris Abravanel. Maneco, ao menos, tem noção de ética profissional e respeito, evitando envolver-se em picuinhas).

Como diria o Daniel: "E agora, Bial?????"

Marcos Tony disse...

Nossa, ontem o "novelão genial" ficou com apenas 25 pontos e picos de 28? Isto é ibope de novela das seis. 'E agora, Bial?'
Ah, recebeu no chão, né? Mas o "chão" da anterior é porque ela nem era novela, era "antinovela". Por que a "obra prima" que entrou nesta semana ao menos não manteve a audiência - já "tão baixa" - da anterior, visto que o público não gostava da outra trama por ela ser tão ruim e estar ávido pela estreia de "uma novela de verdade"? Será que o público paulista é tão boçal que até hoje não descobriu que a "péssima novela do Maneco" já acabou e continua não assistindo a Globo por causa dela? Povinho mal informado, hein?
Mas quem sabe o ibope ajude ao consolidar a audiência de sábado e diga que fechou em 30 de média? Não deu isto nem no pico, mas [como diria Ana Hickmann) 'Tudo é Possível'.
Outra coisa: 'Viver a Vida' passou por horário de verão, Natal, Ano Novo, férias, carnaval, Semana Santa, feriado de Tiradentes... 'Tracione' terá uma vida bem mais fácil, mas mesmo assim não chegará nos 40 de média. Quem sabe uns 38. Mas tinha obrigação de marcar pelo menos 51 de média geral (superando a recordista 'Senhora do Destino'), pois onde já se viu uma "obra prima de autor genial que sabe tão bem criar ganchos, diante dos quais Manoel Carlos deveria prostrar-se para aprender seu ofício" ficar abaixo da meta mínima? Recebeu no chão? Engraçado, 'Alma Gemêa'e 'Cobras & Lagartos' receberam os ibopes de seus respectivos horários com 40 pontos? No, no, no!!! Então o 'gênio Sílvio de Abreu' logrará este êxito de devolver os mais de 50 pontos ao horário nobre da Globo.

TVxTV disse...

Marcos.

Não vou nem dignar a entrar na discussão, já que se você tivesse o mínimo de senso de pesquisa, saberia que toda e qualquer novela chega a perder entre 10 e 15 pontos da antecessora em primeiras semanas.

Quero ver você voltar aqui para debater quando Passione estiver dando média acima de 40 pontos. Porque na internet é fácil falar bobagem e depois sumir, certo?

Marcos Tony disse...

Toda e qualquer novela perde de 10 a 15 pontos? Realmente, "Escrito nas Estrelas" perdeu e está marcando 15 pontos de média...
Tenho mais do que "senso de pesquisa", tenho de noção também, coisa que talvez lhe falte, pois prefere o caminho do insulto por discordar de mim. Chamar-me de "sem noção", além de ser desnecessário e grosseiro, não corresponde à verdade.
Quando (e "se") sua querida novela chegar ao patamar dos 40 pontos (mantendo inclusive médias semanais nesta faixa), estarei aqui sim, inclusive para tornar a dizer que não estará fazendo mais do que sua obrigação, já que este é o mínimo que a emissora espera e somente novelas fracassadas como a da Maneco não conseguem atingí-la, certo?
'Falar bobagens na internet e depois sumir' deve ser característica de pessoas que conhece, mas não se aplica a mim. Você fala muitas e nem as reconhece. Exemplo? Tratar Manoel Carlos como se fosse um idiota que não sabe escrever e dizer que ele deve se sentar e aprender a criar ganchos com Sílvio de Abreu. O mesmo Sílvio já cometeu deslizes na carreira e fez algo horrível na semana passada: posar como soberbo ao criticar concorrentes e colegas de outras emissoras. É provável que ache isto muito bonito e louvável.
Ah, se a novela dele micar e ficar aquém do esperado até o final, sendo mais uma a não atingir os 40 pontos, você reconhecerá que ela ficou devendo ou continuará dizendo que a culpa é da antecessora?

Eu não passo por aqui todos os dias para criar celeuma, tanto é que fiquei tempos sem comentar (embora acessasse). Passo porque gosto de suas análises e por isso me aborreci com as coisas injustas que diz. Se não gostasse, ignoraria.
Desmerecer e humilhar o trabalho de Manoel Carlos (insinuando que ele desconhece os meandros da profissão) é uma "grande bobagem", não acha?
Que ele tem errado a mão em suas novelas desde 'Mulheres Apaixonadas' é fato, mas isto não o transforma num idiota.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira