segunda-feira, 11 de abril de 2011

Cordel Encantado estréia e encanta o país

Estreou nesta segunda-feira, a nova novela das 6 da Rede Globo. Cordel Encantado, trama que sucede Araguaia e com a assinatura da dupla-revelação de autoras Duca Rachid e Thelma Guedes (O Profeta e Cama de Gato). 

Todos, sem exceção praticamente, esperavam uma boa novela e aguardavam com ansiedade tamanha como poucas vezes se viu nos últimos anos, porém, o que ninguém sabia era que a produção iria surpreender o Brasil num trabalho impecável em praticamente todas as áreas, raros foram os pequenos problemas encontrados neste capítulo de estréia.

O conjunto da obra foi uma das estréias mais belas já apresentadas em telenovelas na Rede Globo. Cordel Encantado cumpriu - e muito bem - seu papel de apresentar os personagens principais e contar toda a narrativa que contará a história do folhetim, além disso, conseguiu cumprir a primeira etapa de seu maior desafio que é construir uma narrativa em formato de telenovela num gênero completamente oposto como é o conto de fadas e isso foi muito bem feito. A trama tinha todos os elementos de uma história assim: Reino, príncipes e princesas, rainha e até a bruxa má.

Se o texto da trama é excelente, a direção segue o mesmo padrão de qualidade há muito tempo não visto em obras da emissora. O trabalho de direção merece elogios rasgados, tanto pela escolha das tomadas, quanto pela fotografia simplesmente espetacular - talvez a maior novidade apresentada neste capítulo inaugural - e passando pela trilha sonora que caiu feito uma luva para todos os momentos.

O elenco também mostrou ter sido muito bem escalado e praticamente todos deram claros sinais de estarem preparados para trabalharem numa trama tão complexa quanto essa. É difícil eleger um destaque, mas Débora Bloch foi, certamente, quem mais chamou a atenção neste primeiro capítulo, pela sua composição rica e que lembra - e muito - as rainhas más das histórias que ouvíamos quando crianças.

O único senão da estréia de Cordel Encantado foi Luis Fernando Guimarães que não conseguiu compôr seu personagem de maneira convincente e acabou por atrapalhar todo o andamento de suas cenas, uma pena. Mas, o saldo desta estréia foi muito - realmente muito - positivo. Aparentemente a produção vai conseguir contar com maestria a história da princesa de Seráfia e do príncipe do cangaço e essa história já encantou o país. 

4 Quebraram tudo:

nildo_lauriano disse...

No twitter só falam nisso. Sobre os 24 pontos nem estou ligando, já que as melhores nunca ficam entre as novelas com mais audiência. Mas torço para a novela continuar assim, bem ágil.
Só hoje aconteceu mais coisas do que ENE e Araguaia juntas.
O público agradece

pauloasjunior disse...

Ñ. acredito, TvxTV, vc(s?) são muito rápido(s)!!!

E mesmo postando as coisas numa rapidez ímpar, sempre são ótimos textos que saem aqui no blog! Realmente incrível esse TVxTV, ótimo, perfeito blog.

Quanto à novela, realmente teve um ótimo 1º capítulo e a novela promete muuuuuuuuuuuuitoooo!!!

João disse...

Primeiro capítulo muito bom, também achei o Luís Fernando ruim... Nada que tire o brilho da novela, que promete ser uma das melhores dos últimos anos :)

BLOG da KELEN disse...

A personagem de Déboara Bloch sacudindo os sapatos ao deixar o Brasil(“desta terra não levo nem a poeira nos sapatos”), fazendo alusão a Carlota Joaquina; prendendo o marido numa torre forçando-o a usar uma máscara de ferro(Alexander Dumas).
Magnífico.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira