segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Teaser de Avenida Brasil apresenta duas repetições

É óbvio que na TV tudo se copia. Quando se trata de telenovelas então, a dificuldade de se criar algo totalmente novo para uma dramaturgia tão longa como a da TV não é tarefa fácil. Não que seja diferente na literatura, cinema ou teatro, ainda mais antigos. Porém, é muito difícil enxergar um novo tema, um novo formato ou uma nova linguagem para as telenovelas. 

O que garante a qualidade de um folhetim, normalmente, é sua condução criativa e inovadora. Se o formato é quase sempre congelado e os temas praticamente todos já foram utilizados, a forma como se leva isso ao ar é o diferencial, portanto, é impossível assistir a um teaser e definir se este trabalho será bom ou ruim, até porque, inspirar-se em algo que já houve não é necessariamente ruim, é preciso enxergar os elementos que diferenciam uma obra da outra, para aí sim, apontar qualidades ou defeitos.

Ainda assim, após o lançamento do excelente teaser da próxima novela das 21 Horas, de João Emanuel Carneiro, Avenida Brasil, foi possível perceber alguns pontos importantes. O primeiro e, talvez, principal deles, é a criatividade da produção em criar um teaser instigante e que já mexe com a imaginação do telespectador desde o primeiro momento. Um dos melhores trabalhos dos últimos anos neste segmento.

Porém, é impossível deixar de perceber outros pontos. Um deles é o conceito. O conceito de criação do teaser é idêntico ao criado pela mesma produção na novela anterior do mesmo autor, A Favorita. Protagonista falando sobre sua versão da premissa. O diferencial é que em A Favorita precisou de duas personagens, pois não sabia-se quem era a protagonista e quem era a vilã, agora, em Avenida Brasil, a mocinha fala da vilã.

E outro ponto é a semelhança da premissa com uma obra de sucesso nos EUA. A mocinha que foi enganada pela vilã e agora fará ela pagar. No teaser, a narração pergunta "até onde você iria pela justiça?", mas seria possível substituir a palavra justiça por vingança. A premissa, portanto, é bastante próxima da série americana Revenge

Todos estes pontos não tiram a qualidade do teaser e muito menos desabonam o autor em seu trabalho. João Emanuel Carneiro já mostrou-se um grande autor, mas terá que lidar com as comparações e o diferencial é que o levará a fazer com que todos esqueçam da série americana. O tempo dirá.

Confira o teaser de Avenida Brasil:

9 Quebraram tudo:

Leandro Guima disse...

não vejo nenhum problema se a trama tiver alguma inspiração em Revenge.

Tvo Audiencia disse...

NÃO QUANDO O SERIADO ESTREIOU NOS EUA,MAS A NOVELA DE JEC ESTA SENDO ESCRITA E PREPARADA A PELO MENOS DOIS DOIS ANOS...EU PODERIA CITAR UM DEZENA DE NOVELAS ,SERIADOS E FILMES QUE A VILA OU VILA ENGANA O MOCINHO ,QUE PARTE EM BUSCA DE VINGANÇA..

Unknown disse...

Então Revenge criou pela primeira vez uma historia de alguem atras de vingança? Por favor né, mais velho do que andar pra frente essa tematica.

P H Amorim disse...

A Visita da Velha Senhora é o ponto fundamental básico de Revenge, de Avenida Brasil, de Fera Ferida, de Fera Radical, de Chocolate com Pimenta, de os Inocentes... Querer insinuar que a trama brasileira é uma cópia do seriado americano é ignorar a dramaturgia e literatura mundial, que tem este tema como recorrente, e a própria teledramaturgia brasileira...

Leandro disse...

Acho que citar o tema é uma coisa. O que avenida brasil esta fazendo é algo muito mais escacarado. E por favor dizer que a novela começou a ser escrita antes do seriado. Não mesmo.
Mas sinceramente Revenge é uma serie tão absurdamente exelente que se Avenida Brasil conseguir 20% do potencial tornará perdoavel toda essa situação.
Embora seja um tanto constrangedora tamanha semelhança.

Unknown disse...

Percebi so agora, não é que o Alexandre Dumas copiou Revenge no seu romance O conde de Monte Cristo, frances danado esse. Por favor né, imperialismo americano tem limite.

xoxo disse...

eu gosto de Revenge, mas o roteiro da série não tem absolutamente nada de brilhante e absurdamente excelente, como disse o nosso amigo sim. aliás, me surpreenderá o dia que uma trama de JEC vá ficar aquém de Revenge.

Rodrigo Rocha disse...

Ô gente ignorante. Eu não entendi que o autor do texto está querendo insinuar alguma coisa quando compara as obras. Acho que o real objetivo foi explicitar a coincidência de:
1- duas obras do JEC tratarem quase da mesma premissa
2- uma novela BRASILEIRA ir ao ar no mesmo período e com o mesmo tema que uma série AMERICANA faz sucesso por lá.

Gente, vamos parar de querer achar pêlo em ovo, hein!!!

Paula Teixeira disse...

Na verdade, Avenida Brasil não será inspirada em Revenge, porque Revenge já é inspirada na estória do Conde de Monte Cristo. Essas estórias são como arquétipos, a vingança, a busca pela justiça. Pobre versos ricos. Se você olhar outras novelas brasileiras, latinas, filmes, você vai achar essa temática. Tem uma novela argentina chamada Valientes que usou do mesmo enredo, só que os protagonistas eram 3 irmãos! As diferenças estão na forma de contar, os núcleos paralelos . Com certeza, haverá uma crítica social, uma olhar sobre o Brasil.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira