sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Amor e Revolução: a novela que não aconteceu

Sai de cena nesta sexta-feira a novela do SBT, Amor e Revolução. Com a assinatura de Tiago Santiago, o folhetim se despede dos poucos telespectadores que conquistou sem dizer a que veio e sem conseguir levantar a audiência da emissora num horário em que a concorrência é forte e, pior, sem dar perspectiva para o departamento de teledramaturgia, pois não conseguiu atrair os olhos da audiência para a emissora.

Com promessa de ousadia, o autor frustrou os fãs da emissora que esperavam uma trama envolvente e que que chamasse a atenção de todos pelo tema polêmico. Mas já nos primeiros capítulos foram detectados problemas graves com a produção. O excesso das cenas de violência em torturas no período de ditadura - e sem que isso transmitisse verossimilhança junto ao telespectador - e o didatismo quase infantilizado no texto, afastou com telespectador mais comprometido culturalmente. 

Após os primeiros problemas, o autor optou por não manter a fidelidade de sua sinopse, tirou as cenas de tortura e praticamente ignorou o principal ponto da sinopse que era retratar o período da ditadura, e usou o período apenas para sintonizar o público, tentando ao máximo puxar a audiência através de relacionamentos quentes com direito a cenas picantes e muitas polêmicas - beijo gay e relacionamentos proibidos.

Nada disso foi suficiente para que o público se interessasse, principalmente porque o grande problema da novela, os diálogos frágeis e irreais, continuaram durante todo o período de realização. Tiago Santiago errou completamente ao duvidar da capacidade de reflexão e raciocínio próprio de seu telespectador e afastou a audiência ao infantilizar o texto dentro de situações que exigiam diálogos maduros, sólidos e muito mais profundos.

Amor e Revolução sai de cena de forma deprimente sem ter cumprido nenhum de seus objetivos e, pior, sequer conseguiu estabilizar o horário para obras próprias da emissora que já anunciou que sua próxima trama, Corações Feridos, entra no ar em horário diferente e assim não consegue fidelizar o telespectador tendo que começar do zero novamente. Uma pena.

2 Quebraram tudo:

Ferreira, HIGOR disse...

E, novamente, o SBT começa do zero, como você disse na postagem. Novidades no SBT vão ficando cada vez mais difíceis de chamar a atenção do público, fornecendo público para emissoras que ainda conseguem atrair público com as novidades, como a Band.

Triste, tão triste o caminho que o SBT está trilhando.

amor e revolução disse...

QUE PENA,EU E MEU MARIDO NÃO PERDIA UM SÓ CAPITULO DA NOVELA AMOR E REVOLUÇAO,FICAMOS MUITO TRISTE POR NÃO TER VISTO O FINAL,ESSA HISTORIA ERA REAL, E A GENTE TORCIA PARA QUE CHEGASSE LOGO A HORA DE TODOS SEREM FELIZES,GOSTO MUITO DO TIAGO SANTIAGO E JÁ TINHA ASSISTIDO OUTRAS NOVELAS DELE,QUE PENA!!!!!!!!! QUE DEUS ABENÇÕE A TODOS BJS.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira