quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

SBT e um ano desastroso

O ano de 2010 está chegando ao fim e com ele as emissoras seguem fazendo seu balanço e, claro, crítica e público também realizam este tipo de balanço. Entre todas as emissoras, certamente 2010 foi pior para o SBT que teve um ano daqueles que nada ou quase nada deve ser lembrada, graças a sucessão de equívocos de sua direção.

Após um final de 2008 e parte de 2009 muito bons, a emissora de Sílvio Santos voltou a recorrer a boa e velha estratégia da grade voadora graças a troca da direção de programação, quando saiu a filha de Sílvio, Daniela Beyruti e a palavra final voltou a ser do todo poderoso patrão. Equívocos atrás de equívocos serviram para distanciar novamente o SBT da corrida pela vice-liderança e deu a Record a tranquilidade necessária para não se preocupar em olhar no retrovisor, coisa que vinha fazendo do segundo semestre de 2008 em diante.

A dramaturgia da emissora foi um desastre completo no ano, Sílvio Santos investiu alto na contratação de Tiago Santiago e, ansioso como sempre, não deu tempo para que o autor mostrasse os resultados que vinha mostrando na Record. A novela Uma Rosa com Amor foi encurtada por audiência baixa e, pouco depois do anúncio dos corte na trama, ela passou a dar resultados e brigar de igual para igual pela vice-liderança. Aí, já era tarde demais para voltar atrás e a história acabou completamente comprometida, além de não ter continuidade no trabalho de dramaturgia. A volta de A História de Ana Raio e Zé Trovão acabou se mostrando um erro, já que não deu resultado algum na disputa pela audiência.

A Linha de Shows da emissora correu por praticamente todos os horários possíveis e imagináveis. Foi das 20h15 para as 21h15 e recentemente voltou para 20h15 - detalhe que já havia passado também pelas 22h15. Nenhuma estratégia e acabou queimando programas que davam resultados como Esquadrão da Moda e Qual é o seu Talento?

Nos finais de semana, a mesma coisa. O SBT apostou alto nos domingos e conseguiu bons resultados em 2009, não em 2010. Eliana se perdeu no meio do caminho e, do melhor programa da TV aberta, passamos a ver um programa modorrento, sem graça e apagado. Sílvio Santos perdeu constantemente do Domingo Espetacular, apesar de vir mostrando reação nos últimos domingos. O único que foi vice-líder no ano foi o Domingo Legal, que é um horror de programa.

O que salvou-se de fato no ano do SBT foi a excepcional contratação de Raul Gil que ressurgiu das cinzas e, mostrou ser capaz de dar audiência. Brecou a audiência de Rodrigo Faro, ao menos enquanto disputam o público, por cerca de uma hora, e conseguiu altos picos. Desde que estreou, o apresentador foi praticamente por todos os sábados vice-líder, coisa rara no ano do SBT.

De qualquer forma, o fim de 2010 aparentemente é promissor. Daniela Beyruti está de volta e a grade apresentada para as tardes e início da noite na emissora é interessante. Certamente 2011 será um ano melhor para o SBT. Até porque, pior não pode ser.

3 Quebraram tudo:

Rodrigo Rocha disse...

O SBT tem uma postura de TV de vanguarda, e isso precisa modificar. Tudo lá tem cheiro a mofo e visual embolorado. É preciso dar uma recauchutada na imagem, na estética, mas principalmente na proposta do canal. Todo canal tem um produto X que vende o padrão de qualidade da Empresa. No SBT não há isso: se atira para todos os aldos e o que vier é lucro.
Acredito que o SBT e a Band sejam os canais que mais sofreram em 2010. Sorte d aRecord e da RedeTV! que tiverem livre acesso ao pódio da Tv brasileira.

Ary disse...

Faltou você citar a saída da HEBE. Que foi um evento marcante,pois foi ofim de um casamento que durou 25 anos.

REALMENTE,foi um ano péssimo para o SBT. Em todos os segmentos,sem exceção. Sem contar dos problemas do Pan-Americano ,que é uma questão extra/SBT mas de certa forma envolve o SBT,por pertencer ao mesmo grupo e ter arrastado a emissora numa penhora,pra salvar aquele.

JORNALISMO:

Acredito que o SBT continua cometendo erros nesse setor,ao não dar aos profissionais da casa os seus devidos valores. De Carlos Nascimento que era obrigado terminar o jornal às pressas por causa da novela da Globo até o Carlos Nascimento atual,a frente do SBT Brasil,em outro horário,com audiência pífia. O pior é que não se vê nenhuma movimentação da emissora pra fortalecer esse setor. Exceção e justiça seja feita a Roberto Cabrini que chegou no SBT e fez um excelente trabalho,digno de prêmios.

Gosto da Dany Beiruti, mas percebo que ela é muito ligada na questão do entretenimento. Não consigo vislumbrar um horizonte melhor no jornalismo do SBT,com essa moça no comando.

TELEDRAMATURGIA: Acho que nessa questão o SBT precisa investir muito ainda e sanar alguns erros. Entre eles está o fato de a emissora não ter um elenco razoável e de peso para dar sustentação às cargas dramáticas. Tiago Santiago é um bom novelista(embora fale demais),mas é impossível decolar à partir de uma plataforma totalmente instável. Fica assim,a mercê da sorte. A mercê da sorte também fica toda a produção,que o SBT insiste no erro de colocar no ar com todos os capítulos já gravados. Fica assim impossível de fazer alguns reajustes,que visem mais aceitação do público.

FAIXA DE SHOWS: Analisando friamente,acho que o SBT fez um bom negócio ao se livrar de HEBE. Claro,falo aqui só pela questão de audiência mesmo. Esqudrão da Moda e Qual é o seu Talento? foi queimado como foi colocado no post,porque não souberam dar descanço para eles. Mas acho que ainda tem salvação. Programa do Ratinho,esse enquanto programa diário não tem salvação. É uma fórmula esgotada,com prazo de validade vencida. Acho que o SBT ganharia mais se transformasse esse programa em semanal, assim com um programa mais acabado e com mais um pouco de conteúdo,poderia dar certo.

SÉRIES: O SBT tem boas séries,e um contrato invejável com a maior produtora,a Warner Bros. Mas não sabe usá-las em seu favor. Não acredito que o SBT conseguirá mais espaço para disputar com as séries da Record,no horário. Mas em outro horário,como por exemplo,competindo com a novela da Record,pode dar certo.

Enfim,tudo no SBT é incerteza,depois de um ano calamitoso. Mas afinal,o que no SBT não é incerteza???

Vamoquivamo

Nair disse...

Em time que está ganhando não se mexe, mas o SS foi lá e tirou a competente Daniela Beyruti para bagunçar o SBT de novo. Vamos ver se com a saída de Hebe e a volta da Daniela a coisa se renova!

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira