quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Globo acerta em especiais de Fim de Ano

Nem bem começaram os tradicionais Especiais de Fim de Ano da Rede Globo e nota-se que a emissora de novo acertou na escolha de sua programação para as Festas que comemoram o encerramento do ano de 2010. Na noite de quarta foram exibidos dois e ambos muito interessantes: Papai Noel Existe e Diversão.com marcaram a noite do telespectador brasileiro.

Papai Noel Existe foi o primeiro especial com o tema natalino da emissora. Tendo a excepcional e injustiçada na TV aberta Regina Casé no papel principal, o programa contou de forma descontraída um dia dos vendedores de "bugigangas" no Rio de Janeiro em dias que antecedem o Natal. Um programa leve, despretencioso, mas com um texto rico e bem aprofundado marcaram a atração.

Como tudo que tem a marca de Regina Casé, o programa prezou pela fuga dos clichês e mesmo falando de Natal, da pobreza e do sonho do Papai Noel, temas recorrentes neste período, conseguiu falar de tudo isso sob uma ótica um pouco diferente e, principalmente, sem apresentar nenhum tema de forma caricata ou sonhadora ao extremo.

Destaque para Regina Casé e Rodrigo Santoro que formaram um casal divertido, leve e com muita química. Rodrigo Santoro, aliás, que é um baita desfalque para a televisão brasileira, sensacional ator, cheio de elementos e que constrói personagens como poucos. A cena em que ele mostra toda sua revolta com o Natal e tenta convencer o menino que Papai Noel não existe e, chorando, fala um pouco sobre as dificuldades dos pobres neste período por ver todos fazendo compras e ele não podendo, foi muito interessante. Além disso, lembrar da música de Natal marcante em sua infância foi ótimo. Parabéns aos envolvidos no Projeto, muito bom.

Diversão & Cia foi um pouco diferente. Apresentou um grupo de publicitários que trabalham para uma grande empresa e que, cada personagem tem sua ótica de trabalho e seus problemas pessoais, além de características próprias que moldaram o episódio especial. Apesar de ter sido muito mais raso que o anterior, o programa foi leve e muito bonito de se assistir. O objetivo, evidentemente, não foi de transmitir cultura 'cult' para o público, apenas um passatempo gostoso. E atingiu o objetivo.

O texto divertido - sem nenhum nexo e com personagens completamente irreais o que deu charme ainda mais para a história - somente poderia vir de alguém com o brilhantismo de Juca de Oliveira, um monstro da TV e que apresentou seu primeiro projeto como autor para a Globo. Começou muito bem. 

O elenco não foi formado propriamente por um grupo de primeiro escalão, mas impossível não destacar as ótimas atuações do trio Márcio Gárcia, Christine Fernandes e André Gonçalves, todos muito bem e infinitamente superiores ao restante do elenco. A história foi toda amontoada, é verdade, muita informação ao mesmo tempo e até difícil de acompanhar em alguns momentos, mas tudo muito bem amarrado e por isso valeu a pena assistir.

Que os próximos continuem tão bons quanto estes. E vocês, gostaram?

1 Quebraram tudo:

Guilherme disse...

Diversão & Cia eu não gostei muito, mas Papai Noel Existe eu achei ótimo. :D

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira