quarta-feira, 10 de novembro de 2010

As Cariocas 1x04: "A Invejosa de Ipanema"

Foi exibido na noite da última terça-feira o 4º episódio da série As Cariocas, a série que caiu na boca do povo, agradou em cheio aos telespectadores da Rede Globo que esperam ansiosamente por cada episódio e cada nova figura que será contada as história.

Não é nada fácil manter a competência duma série assim, em que episódios são independentes uns dos outros e sem ligação alguma entre as personagens, conseguindo estipular um nível de qualidade e mantê-la ao longo de toda a temporada. E As Cariocas vinha conseguindo isso com maestria, com grandes resultados nos episódios exibidos. Isso não ocorreu ontem.

Em A Invejosa de Ipanema, o que se viu foi uma história superficial, caricata e quase infantil ao extremo. A impressão que deu ao telespectador era que ele estava diante de um daqueles livros que nossos pais usam para contar histórias na hora de dormir. Sem pé nem cabeça, sem nenhum elemento no roteiro que chamasse a atenção e extremamente boba.

Não fosse pelo carisma da protagonista e isso não se deve a Cris, personagem que vive toda a história de uma mulher casada com um homem extremamente mais velho e amante de um importante cirurgião plástico, invejosa, ela quer ter tudo que a mulher do amante ganha e também quer ter tudo que conseguir arrancar do marido. A personagem em si era de uma infantilidade, fragilidade dramatúrgica que dava medo, mas o poder de interpretação de Fernanda Torres conseguiu segurar o episódio.

Em nenhum momento a história conseguiu emocionar ou alegrar o telespectador. Apesar do roteiro surpreendente, pois Cris arma um plano maluco para ganhar uma Ferrari. Ela vai pra cama com o dono e o convence a vender por R$ 1,2 milhão. R$ 600 mil pagos pelo marido e R$ 600 mil pelo amante. Na concepção dela, todos lucram. Isso por si só já uma maluquice e tanto, mas o final em que o marido dá o balão nela, no amante e no dono do carro, comprando o carro, dando para sua amante e fazendo o amante da esposa pagar metade, foi até que divertido, mas com um texto sofrível, não deu para garantir veracidade a seqüência que seria facilmente mudada com uma simples pergunta: "Amor, o dono do carro disse que você o comprou". Não?

Enfim, Fernanda Torres merecia uma personagem melhor na série, pois todos aguardavam ansiosos por sua participação e acabou decepcionando, não por sua interpretação, impecável do início ao fim, mas pelo roteiro muito ruim. Esperamos que na próxima semana a série volte a melhorar.

7 Quebraram tudo:

MASP 8ª C disse...

Daniel, gostaria de ler um texto seu falando de Silvio Santos e a possibilidade dele perder mais uma emissora, o SBT.

Pois já vendeu a Record no início dos anos 90. O que mudou? A ironia que o destino nos reserva.

Abraços

D. disse...

Pois no meu caso foi o contrário, eu me empolguei e ri em cada parte da história que conseguiu me tirar risos tão quanto o ''Atormentada da Tijuca''. Respeito sua critica, e a vejo fundamentada... mas eu, particulamente, adorei o episódio

Celso disse...

Gosto muito da Fernanda Torres, mas acho que ela ainda não conseguiu se libertar da Vani (Os Normais). Muito frequentemente ela solta trejeitos e tem reações que lembram (e muito) a eterna noiva do Rui.
Abraços.

Léo disse...

Sim, absolutamente sim. O episódio de ontem foi um fiasco, mas a maravilhosa Fernanda Torres conseguiu segurar o máximo que pode. Os episódios dela e da Angélica são os mais esperados por mim, e confesso que o da Fernanda me decepcionou. Com todo aquele talento herdado da mãe, Fernanda merecia uma história infinitamente melhor. Mas não me arrependo de ter assistido; apenas tê-la visto em cena foi suficiente. Não suporto quando perco a reprise de 'Os Normais' no GNT, a qual nem sei o dia que é passado.

Léo disse...

Celso,

É, também vejo muita coisa da Vani nos outros personagens da Fernanda. Ontem mesmo, nas jogadas de cabelo, na forma de falar, de fazer 'ceninha', e até de deitar na cama colocando os pés pra cima e tirando a franja do rosto... Tudo realmente igual a Vani. Particularmente, gosto disso. Amo o personagem Vani, e aprovo bastante sua 'reprodução' na construção de outros; acho que dá uma graça muito particular.

Agora quem assistiu o filme 'Saneamento Básico, o filme' percebeu que ela conseguiu criar outro personagem engraçado e quase sem a presença da Vani. Enfim, ela é ótima atriz e deveria ser mais explorada pela Globo, sei lá :/

Guilherme disse...

Adorei o episódio, apesar de ter sido um fiasco em audiência, semana que vem acho será ainda pior a audiência.

Duddy disse...

Cara você é um hipócrita, só achou o episódio ruim porque a audiência foi fraca. E sabe porque a audiencia foi fraca? Porque não tinha uma global gostosa quase nua (o que aconteceu nos outros episódios). Se analisarmos bem, todas as histórias até aqui, embora divertidíssimas, foram superficiais. E o que atrai audiência é a nudez das atrizes.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira