sábado, 12 de dezembro de 2009

Espaço Cinema


Decidi que vou usar o espaço de sábado, em que normalmente não posto muito, para falar de Cinema. Não vou dar dicas de filmes antigos, para vocês locarem, nem vou fazer críticas de filmes. As críticas dos filmes saem conforme eu for assistindo e achar interessante fazer uma crítica neste espaço. Aos sábados vou indicar, claro que com uma pitada crítica, algum filme, lançamento do ano (dos últimos 12 meses, já que estamos mudando de ano em breve, ne?).

Hoje quero falar e indicar de olhos fechados o melhor filme da década. Bastardos Inglórios. O filme é impressionante do início ao fim, sem dar tempo para o espectador respirar ou pensar muito nas frases, pois uma nova cena já surpreende novamente a todo minuto.

De Quentin Tarantino, Bastardos Inglórios, mostra que é possível abordar a violência de forma inteligente, como arte e não apenas a violência como forma de obter melhores resultados de audiência ou maior público. Tarantino é o cineasta responsável por Kill Bill, filme de grande sucesso e também de Pulp Fiction (Tempos de Violência, no Brasil), este último uma obra de arte do cinema mundial.

Bastardos Inglórios, na verdade, salvou a década aos 44 do segundo tempo. Não encontramos outro filme neste novo milênio que seja comparado aos grandes sucessos do Cinema e, aparentemente, não encontraríamos mais. Bastardos veio para mostrar que ainda é possível fazer cinema não apenas com qualidade, mas com uma impressionante qualidade técnica, de roteiro, de fotografia e de interpretação.

Definitivamente quem perdeu a chance de ver o filme no cinema, deve correr e alugar ou comprar o DVD, pois sem dúvida vale a pena. A violência é pulsante, interessante e improvável e, em meio a tanta violência, ainda temos a oportunidade de nos deliciarmos com diálogos incríveis, tiradas brilhantes e humor negro que somente Tarantino é capaz de brindar seu público.

Em tempos que somos obrigados a aguentar filmes como O Código da Vinci ou mais recentemente Crepúsculo e Lua Nova, tantas porcarias do cinema americano, Bastardos Inglórios é a luz no fim do túnel.

3 Quebraram tudo:

Carlos disse...

concordo plenamente.
esse filme é realmente o melhor da decada, depois de uma safra incrivel que Hollywood teve na decada de 90, a primeira decada dos anos '00 sofreu uma terrivel crise de criatividade e originalidade, filmes sem muito o que dizer e as vezes sem essa "prisao" que Bastardos Inglorios causa no espectador, aquele friozinho na barriga que vai aumentando desde a primeira cena ate o fim.
#ficafica

Kadu Gaspar disse...

Nossa! Quando ví o trailer desse filme achei tão chato que não me interessei pelo filme em sí.

Talvez em mude de idéia rs

Daniel César disse...

Não se pode basear uma opinião por um trailer, cara. Vc tem que basear-se pelo elenco, pelo cineasta, nunca pelo trailer.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira