quarta-feira, 17 de junho de 2009

As Bizarrices do SBT


Estreou nesta terça-feira no SBT a nova novela da emissora, lançada com muita pompa "Vende-se um Véu de Noiva", baseada na obra de Janete Clair e escrita por Íris Abravanel (a esposa de Sílvio Santos).

Como crítico, fui assistir, e como telespectador me arrependi amargamente. Não que a novela seja ruim, não é, afinal o roteiro é de Janete Clair, mas o SBT evidentemente não poderia deixar de colocar na novela sua identidade, ou seja, sua "cara" e ficou bizarro.

As atuações nesse primeiro capítulo são de dar vergonha alheia. Muito abaixo da crítica. Não é que sejam bons atores mal dirigidos, não, são mau atores sendo mal dirigidos e vira um samba do criolo doido. Péssimas interpretações, pessoas que chegam diante da câmera e cospem seu texto sem a menor noção do que é interpretar, vivenciar um papel. A direção segue o padrão de Revelação, ou seja, continua muito, muito ruim. Com closes exagerados, cortes mal feitos, ângulos errôneos.

E tem mais uma coisa apenas, Íris Abravanel é ótima... mulher para o Sílvio Santos, certamente, afinal são anos de casados. Mas ela não é autora de novelas, não se especializou no assunto, não se dedicou para estudar o que se propôs a fazer e isso fica nítido pelo roteiro de Revelação e agora pela adaptação de Véu de Noiva. Penso que Janete Clair se revirou e muito no caixão enquanto essa bizarrice era exibida.

E pensar que o SBT já produziu novelas do nível de Éramos Seis, Sangue do meu Sangue e As Pupilas do Senhor Reitor... ah saudades...

2 Quebraram tudo:

Pedro Paulo disse...

exagerada é a sua crítica sobre uma novela que esá muito boa.

E em POder Paralelo, que há bons atores que estão perdidos? Uma pena, pois estou desgostando da novela.

Daniel César disse...

Pedro:

Pra mim, Poder Paralelo é a melhor novela do momento e a melhor novela da Record.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira