terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Novela Boa na Globo = audiência avassaladora

Quando foi anunciada a sinopse da novela que substituiria a péssima Viver a Vida no horário nobre da Rede Globo eu já me empolguei e fiz aposta alta. Para mim, o mestre da teledramaturgia brasileira seria o responsável por recuperar os números de audiência perdidos nos últimos anos. Sílvio de Abreu tinha em suas mãos uma grande sinopse e, por conta disso, eu apostei que Passione poderia atingir números significativos e fechar com média alta.

Conforme o tempo foi passando isso foi se confirmando um palpite equivocado. Mesmo que a novela realmente tenha começado de forma brilhante, os baixos números obtidos por Viver a Vida atrapalharam bastante a atual telenovela no começo, porém, após excepcionais 50 capítulos, Sílvio de Abreu perdeu a mão e Passione virou uma espécie de samba do criolo doido. Mesmo que a qualidade do texto tenha sido mantida, principalmente com diálogos milhões de vezes melhores que das duas novelas anteriores, a trama já não mais chamava a atenção como antes.

Porém, nas duas últimas semanas o autor recuperou a mão e transformou a trama num thriller de fato. O ritmo de Passione se tornou tão intenso, tão cheio de acontecimentos, tão alucinante que, em alguns momentos, as últimas semanas da novela lembraram bastante o ritmo inserido em A Próxima Vítima. É bem verdade que a média da novela já está comprometida - só um milagre faz com que Passione ultrapasse Viver a Vida na média geral - porém, nesse último mês em exibição, a trama cresceu vertiginosamente com números expressivos, bem acima dos obtidos pela antecessora.

E mais do que isso, Passione conseguiu algo impressionante. Nesta segunda-feira, em que foi exibida a épica cena em que Clara é desmascarada por Totó e sua família - numa atuação impecável de todos, mas com destaque absoluto para Mariana Ximenes, a dona da novela - Passione atingiu média de 53 pontos com picos de 57, segundo a prévia.

Em números de audiência, Passione teve a maior audiência na última segunda-feira de exibição desde Páginas da Vida, números que impressionam. E impressionam mais ainda em números de telespectadores, a trama de Sílvio de Abreu em sua última segunda-feira foi vista na Grande SP por 3.180 milhões de pessoas. Veja a diferença, seguindo a média das outras novelas:

Viver a Vida: 2.340 milhões
Caminho das Índias: 2.940 milhões
A Favorita: 2.940 milhões
Duas Caras: 2.880 milhões
Paraíso Tropical: 3 milhões
Páginas da Vida: 2.640 milhões
Belíssima: 2.736 milhões
América: 2.928 milhões
Senhora do Destino:  2.880 milhões
Celebridade: 2.451 milhões
Mulheres Apaixonadas: 2.365 milhões
Esperança: 1.892 milhões
O Clone: 2.580 milhões
Porto dos Milagres: 2.310 milhões
Laços de Família: 2.436 milhões
Terra Nostra: 1.932 milhões
Suave Veneno: 1.848 milhões
Torre de Babel: 2.200 milhões
Por Amor: 2.240 milhões
A Indomada: 2.240 milhões
O Rei do Gado: 1.800 milhões
O Fim do Mundo: 2 milhões
Explode Coração: 2.200 milhões
A Próxima Vítima: 2.360 milhões

3 Quebraram tudo:

Chrystian disse...

São números realmente assustadores. No consolidado, a novela subiu ainda mais um ponto e fechou com 54 pontos. E isso que não está nem no último capítulo. Realmente, Passione está surpreendendo na sua última semana. Absolutamente genial.
Fantásticas audiência e qualidade. Calou a boca de todos.

João disse...

o capitulo de ontem mereceu, estava otimo :)

Higor Luiz disse...

Como você disse, Silvio de Abreu errou feio em "Passione", mas discordo quando diz que melhorou nestas últimas semanas. O autor caiu na própria armadilha e caminhamos para o final mas prevísivel de todos os tempos. O capítulo de segunda-feira, apesar da boa audiência, foi recheado de exageros por todos os lados. Clara não foi e nem nesta última semana conseguirá o título de uma vilã marcante. É uma personagem muito fraca e o drama de "agora, sabemos quem você é" foi desproporcional à trajetória da personagem durante toda a novela. É uma pena que esta personagem tenha sido um retrocesso à carreira de Mariana, que teve a sorte de até agora, contar com personagens mais ricos e complexos que a insossa Clara. Mariana está ótima, mas seus diálogos não ajudam e nunca passa a imagem de uma "sangue-frio" como uma vilã deveria. É lamentável que uma das melhores sinopses da década termine assim, em um fim decadente, que resulta em uma mistura de tudo o que já vimos. Pouca coisa faz sentido nesse final, e o pior é saber que Silvio de Abreu achou que não perceberíamos. Não adianta nada criar caminhos que o próprio autor não foi capaz de trilhar. De 'Belíssima' a 'Passione', Silvio tem muito do que se envergonhar, pois há uma diferença gritante entre estes dois projetos.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira