quarta-feira, 19 de agosto de 2009

A Estreia de Ídolos


Começou ontem na Rede Record a 2ª edição de Ídolos, desde que a emissora comprou os direitos de exibição do programa, deixando o SBT, antigo exibidor, a ver navios, literalmente.

Eu sou um fã incorrigível do formato do programa. Assisti Ídolos em todas as suas versões no SBT - e pra falar a verdade só me lembro bem da 1ª versão em que todo mundo assistia, quando a média de audiência beirava os 15 pontos, e eu torci muito para Lucas Polleto, mas quem venceu foi Leandro, o Pica-Pau. - também assisti a primeira versão da Record.

A estreia da segunda temporada pela emissora foi infinitamente melhor que todos os episódios da primeira temporada, é algo que não tem comparação. A edição do programa de estreia estava redondinha, muito bem feita, com lembranças da temporada passada para localizar os fãs, mostrando como funciona passo a passo para cada candidato até conseguir chegar aos programas finais.

Os jurados aparentemente também melhoraram, na primeira temporada nenhum dos três funcionava, faltava carisma, faltava identificação e faltava química de grupo que os tornassem três em um, exatamente o que sobrava com os jurados do SBT - que agora estão no programa Qual é o seu talento?

Luis Calainho este ano parece finalmente ter acertado o tom entre o profissionalismo e as brincadeiras, sem exagerar e nem se tornar um personagem caricata que apenas incomoda os participantes, como era no ano passado. Ele parece que percebeu que a melhor forma de ser leve e divertido é descontrair-se com o próprio candidato.

Paula Lima continua sendo a fofa do grupo. Ano passado ela ficou enfadonha durante as exibições das audições, a expectativa é que neste ano ela não se perca, não exagere e nem tente interpretar a mocinha triste que tem a obrigação de julgar a todos. Se a escolha dela é para ser a jurada boazinha, devia se espelhar na Cyz, que faz isso com maestria.

Marco Camargo, ao contrário dos outros dois, continua bizarro. Eu ainda não sei quem disse a ele que existe possibilidade dele se dar bem num programa com este formato. Ele não tem carisma diante da câmera, é irritante e absurdamente chato. Tomara que ainda melhore.

A volta de Ídolos aparentemente deu um bom retorno de audiência a Record, apesar de que nos 30 minutos finais do programa, o SBT incomodou bastante a concorrente com a exibição do filme "300" e a tendência é que o programa mantenha a audiência equilibrada se a Record conseguir manter o programa equilibrado e a qualidade das edições e, principalmente, dos candidatos.

3 Quebraram tudo:

Jay disse...

Idolos com aqueles jurados horriveis? eca... prefiro astros, qual é o seu talento, fama, show de calouros, qqr coisa que tenha miranda, sarcomani e cyz...

Kadu Gaspar disse...

Astros era TENSO!!!

Kadu Gaspar disse...

Sobre o Marco Camargo, acredito que essa antipatia dele, seja porque o papel dele é interpretar o jurado malvado (como o Sacomanni, do SBT). ;)

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira