quinta-feira, 16 de julho de 2009

Som e Fúria - Fim da 1ª Fase


Terminou na noite de terça-feira a primeira fase de "Som e Fúria", minissérie da Rede Globo que veio como a grata surpresa de 2009 para todos os apreciadores de arte. Já falei sobre a série aqui, mas quero aproveitar para colocar alguns pontos importantes:

1 - A produção continua impecável e, a cada episódio fica mais nítido os ares de produção independente e que não há o dedo da Globo nas atuações e, principalmente, na direção, o que é muito bom, pois nos mostra um outro estilo de se produzir e, muito bem feito.

2 - O roteiro da série é o que há de melhor nessa produção. Fernando Meirelles pensou em cada detalhe enquanto escrevia as cenas, as seqüências. Cada frase tem diversos significados que dependem bastante da nossa observação para que possamos concluir.

3 - Daniel de Oliveira melhorou muito. O galã que precisava mostrar saber atuar e não ser apenas um rosto bonito e cheio de conflitos foi muito bem interpretado. Ele soube dar vida a este personagem e, principalmente, as cenas em que ele interpretava Hamlet na peça, também mostrou que ele acertou o tom finalmente.

4 - Em compensação, Maria Flor continuou fora de sintonia com o restante do elenco. Passei a prestar mais atenção em sua atuação e notei que ela até deu uma cor interessante a sua interpretação, mas a sua personagem é realmente fora do tom da série.

5 - Alguns destaques em interpretação: Dan Stulback, Regina Cazé, Paulo Beti e Andréa Beltrão. Atores já renomados da Rede Globo e, sob outro prisma de direção, melhoraram ainda mais e deixaram a atuação enxuta e completa.

6 - O grande destaque continua sendo de Felipe Camargo. Um monstro nessa série com atuação digna de indicação a diversos prêmios, quem sabe com vitória em um desses prêmios internacionais. Felipe Camargo acertou a forma de interpretar seu personagem como poucas vezes se viu no Brasil.

7 - Estou completamente ansioso pela segunda fase da série em que a Companhia de Teatro deve começar a ensaiar Romeu e Julieta e, com Débora Falabella como Julieta. A tendência é só melhorar.

2 Quebraram tudo:

Anônimo disse...

Olá,

Gostei do seu post. Som & Fúria é de longe a melhor produção para a TV aberta que vi nos últimos anos. Só discordo de você em relação a falta de sintonia da atriz Maria Flor. Ela estava bem e dentro da proposta de sua personagem (uma aspirante a atriz meio ingênua, insegura e sonhadora). Assisti a série Slings and Arrows e sua caracterização, a meu ver, não diferiu muito da feita pela atriz canadense (e agora hollywoodiana) Rachel McAdams que interpretou a personagem Kate no original. Para mim, todo o elenco está redondinho. Continuo a lamentar, sim, o horário infame e inconstante de exibição da minissérie.

Daniel César disse...

Olá Anônimo.

Legal seus comentários, confesso que não assisti a série original e, por isso, não tenho condições de fazer um parâmetro entre as atuações.

A propósito, assine seus comentários pra gente sempre identificar você :D

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira