quarta-feira, 22 de junho de 2011

Rebelde e seu teto de vidro


A novela teen da Record entrou na grade com a proposta de ser uma opção clara de entretenimento em dramaturgia para um grupo específico de telespectadores. No início da produção, tanto emissora quanto produtores sempre deixaram claro que o foco eram os adolescentes e jovens. Para isso, a expectativa de todos os envolvidos era que esta adaptação conseguisse se enquadrar na cultura brasileira e, partindo desta premissa, alinhasse o roteiro à realidade do universo jovem do país.

A promessa foi feita e, mesmo que de forma indireta, a direção da emissora aproveitou o momento na mídia para criticar, quase sempre implicitamente, a concorrência. Por algumas vezes acompanhamos entrevistas tanto do diretor responsável por Rebelde quanto da autora que está adaptando o roteiro original mexicano que fizeram questão de criticar Malhação, sob a alegação de que a produção é completamente distante do mundo adolescente.

Porém, o que se vê no ar é ainda pior. Além da produção da Record perder muito em qualidade quando comparada à obra original - que, convenhamos, nunca foi uma maravilha - a trama apresenta histórias que não conseguem transmitir verossimilhança junto ao universo dos jovens e adolescentes brasileiros. A premissa da novela, olhando sob o ponto de vista da cultura brasileira, é completamente equivocada e, a partir daí, toda sua teia de acontecimentos não é capaz de envolver o público-alvo, pois ninguém consegue se identificar com aqueles personagens.

Em Rebelde nada funciona. A história é fraca, a adaptação é cheia do famosos "tatibitati" e, para uma trama com este título, o roteiro é extremamente tradicional e sem nenhuma ousadia. Assistir as seqüências contadas dão sono e não despertam nenhum interesse. Além de contar com atuações constrangedoras do seu núcleo central. Entre os protagonistas, ninguém convence e é preciso muito, muito trabalho para que estes atores e atrizes consigam realizar um trabalho minimamente aceitável.

Ao criticar Malhação, a Record se colocou na posição delicada de ter que produzir algo melhor, porém, o que se vê no ar em Rebelde é um amontoado de jovens esquizofrênicos e que não transmitem nenhuma verdade. Talvez por isso a novela não tenha acontecido. Sem repercussão, sem a audiência esperada e muito longe do esperado. Não é fácil ser teto de vidro.

4 Quebraram tudo:

Ary disse...

Só para constar,os protagonistas de REBELDE foram capas recente da revista Capricho, uma das, senão a mais vendida no universo aodlescente. Em outra edição anterior REBELDE foi tema central dessa revista. Só pra ficar nessas.

Mas é o seguinte: Penso que você tem uma profunda má vontade com produções de fora da Globo. Isso pra mim é claro, e que fique claro: é o que eu penso com base naquilo que você escreve aqui. Não é uma crítica é uma observação.

Gostaria que você mostrasse onde foi que a autora dessa novela fez alguma crítica a Malhação. Aguardarei a resposta sua.

Não assisti a novela original, mas acho que REBELDE é uma novela boa e não vejo tanta falta de qualidade como você afirma. A audiência é razoável para um horário totalmente crítico em que a Globo tem consolidado em teledramaturgia. Curioso é que a novela tem um público estável e 10 pontos de audiência pra um horário complicado fora da Globo é um número respeitável, e você vem dizer que a novela não consegue envolver seu público-alvo??? Se não consegue envolver porque o público permanece basicamente o mesmo desde a estréia???

"Em Rebelde nada funciona. A história é fraca..."

Engraçado que a história em sua essência é uma história de grande sucesso em vários países. O que seria funcionar??? Talvez não funcione pra você.

Discordo totalmente disso de atuação constrangedora no núcleo central. É certo que há alguns deslizes cá e acolá, mas isso para jovens iniciantes é muito normal quando vemos atores veteranos por aí recaindo em erros lugar comum. O fato é que os protagonistas tem química e nesse particular ponto para a atriz Lua Blanco, que está se saindo muito bem. O mais fraquinho desse grupo é o Chay, talvez por sua praia ser o palco e a música, não a interpretação. Mas dá pro gasto.

Você afirmar que a novela é um amontoado de jovens esquizofrênicos me faz pensar se não estará você olhando no espelho, quando linhas acima diz que anovela peca por ser extremamente tradicional e sem nenhuma ousadia.

REBELDE pode não ser um estouro em repercussão, mas nesse sentido dá show em Malhação.

Abrá

Portal Cascudeando disse...

Sairia mais barato reprisar "Alta estação" hehehe
Lucas - www.portalcascudeando.blog.com

Jéfferson disse...

Realmente, uma novela que não tem NADA de ousado carregar o nome de uma das novelas de maior sucesso no mundo - mesmo a produção da original não ser lá a melhor, fez bonito - está deixando muito a desejar. Os atores são vergonhosos sim, a atuação nada convincente e de dar sono. Bom a Record realmente tenta e falha, tenta e falha. Desta vez não vai ser diferente.

Melissa disse...

Ahhh , fala sério ! Você não sabe o que está dizendo .....

'' a trama apresenta histórias que não conseguem transmitir verossimilhança junto ao universo dos jovens e adolescentes brasileiros. ''

Então , o universo de quando você era adolecente é totalmente diferente do que é agora ......

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira