sexta-feira, 31 de julho de 2009

O Melhor Reality do Brasil


Pois é, No Limite voltou e eu tinha simplesmente me esquecido como este programa é, de longe, o melhor Reality Show entre todos que já foram exibidos na TV aberta Brasileira. Bastaram 5 minutos no ar e todas as minhas lembranças sobre as edições passadas voltaram.

Que me perdoem aqueles que não gostam da Globo, com ou sem motivos, mas neste primeiro programa vimos a marca, o tal "Q" indicando o Padrão de Qualidade que a emissora carioca tanto fala. Tomadas impressionantes da natureza cearense, que deram um aspecto bucólico até para o programa, mas principalmente o foco da câmera e a edição ágil, marca registrada de Boninho, também diretor de BBB, foram os ingredientes de sucesso para o primeiro dia de exibição.

A escolha dos participantes ainda que muito aparentemente também foi acertada e, acho que mais do que a escolha, mas a divisão das equipes é que foi a grande tacada da produção. Ficou claro que eles colocaram juntas pessoas com personalidades claramente opostas apenas com o objetivo fundamental de criar conflitos, arrumar confusões que para o telespectador é o combustível de um programa feito esse.

É impossível dizer o que vai acontecer nos próximos dias e se a produção vai continuar impecável como foi hoje, mas o fato é que no primeiro dia tudo foi redondinho. A escolha das equipes, a escolha da prova que foi super interessante, cheia de adrenalina e também com muita emoção. Já no primeiro dia foi possível ver participantes estafados e lutando contra a mente para continuar, ultrapassando seus próprios limites em prol do grupo.

Já quero deixar claro que estou torcendo para a equipe azul e não abro. Gostei da maioria dos participantes dessa equipe e torço para que na próxima semana ela perca a prova e eliminem o mala insuportável do Ronaldo. É velho, fraco e fala demais, além de ser individualista. Na equipe vermelha o mais insuportável é justamente o líder da semana, o imbecil do Rafão. Foi somente eu quem notei um clima de festa e oba-oba na equipe vermelha? Não caiu a ficha ainda, será?

Gostei das mudanças no formato. Fiquei com medo dessa idéia de que o público fosse escolher os eliminados, mas a forma como fizeram foi interessante, afinal, a equipe é quem indica e o público escolhe entre dois, meio como o BBB.

A Fazenda que me desculpe, mas nos dias de exibição e horários de exibição, fico com No Limite, sem nenhuma sombra de dúvidas.

******************************

Amanhã falo sobre o excepcional capítulo de Poder Paralelo, mas adianto que o texto vai ser quase todo voltado para a melhor atriz do Brasil em 2009: Paloma Duarte.

5 Quebraram tudo:

Paulo Roberto Montanaro disse...

Parabéns pelo bom (e rápido) texto. Realmente, a estréia relembrou muito os melhores dias da primeira versão de No Limite, há nove anos atrás. É um reality onde, se vc olhar a qualquer momento, algo vai estar rolando, já que o objetivo é sobreviver, e não passar o tempo, como no BBB ou n'A Fazenda.

Que continue assim!
Há braços
Paulo
Blog Pensando Imagem e Som

Duka disse...

Dani, eu tb tinha me esquecido do tanto que No Limite é bom. Sempre me perguntei se nunca mais teria a chance de ver um reality show desse naipe. Concordo com tudo o q você disse no post e assino embaixo. Abração.

Veneceos disse...

Padrão globo de qualidade? Sério?
O programa foi um lixo, a edição foi porca, o formato foi estragado, tudo muito mal feito, essa deliciosa votação popular pra eliminação ficou totalmente descabida, pq não pudemos conhecer as pessoas que estão no paredão.
Sério, vou aguardar survivor samoa em setembro que ganho mais com meu tempo.

Thiago disse...

Beem, minha audiência "A Fazenda" não tem mais... e nesse 1º eu torci pelo laranja! Maaas em "No Limites" da vida e "Survivor" eu me decido sempre depois do ep. 3!






Abraço Dani!

Jay disse...

Putz, eu queria assistir, no limite era o máximo, mas com votação do público? Nam, eu passo.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira