quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Insensato Coração ainda é apenas um amontoado de núcleos

Lá se foram duas semanas e meia desde a estreia da nova novela das 9 (agora, até a própria emissora divulga assim) da Rede Globo. Com a assinatura de um dos mais geniais dramaturgos do país, Gilberto Braga, Insensato Coração conta ainda com outro nome de peso em sua criação, Ricardo Linhares. A parceria dos dois autores renomados que, juntos, fizeram tanto sucesso em Paraíso Tropical pode se repetir em 2011, mas, não é o que parece, ao se olhar os primeiros capítulos da trama.

Após a estréia mais fraca de uma novela de Braga, Insensato Coração entrou nos eixos já a partir do segundo capítulo e conseguiu conquistar o telespectador. A trama é ágil, cheia de acontecimentos e, até aqui, conseguiu apresentar mais de uma dezena de capítulos sem que se visse trechos das famosas "barrigas". Isso é um mérito que deve ser elogiado, afinal, não é fácil conseguir criar uma gama tão grande de cenas interessantes todos os dias.

Ainda assim, o folhetim não lembra nem de longe a marca registrada do autor. O que se vê diariamente por mais de uma hora é um amontoado de núcleos que não conseguem se comunicar entre si e não chamam a atenção como uma obra única. São personagens com histórias completamente diferentes e que não transitam entre os vários núcleos da novela. Isso é um problema grave, principalmente porque tira um dos atrativos do formato que é justamente essa proximidade entre todos.

Além disso, a maioria dos núcleos é desinteressante e não chama a atenção. A história de André Gurgel (Lázaro Ramos) e Carol (Camila Pitanga) já começou a dar sono e olha que está apenas no começo. A trama de Natalie Lamour (Débora Secco) beira o insuportável de tão caricata e clichê. O pior mesmo tem sido o núcleo dos protagonistas, Marina (Paola Oliveira) é das mocinhas mais toscas dos últimos anos e Paola Oliveira não consegue encontrar o tom da personagem deixando-a irritantemente chata, assim como Eirberto Leão que interpreta o mocinho Pedro, péssimo ator num péssimo papel.

Mas Insensato Coração tem coisas boas. Antônio Fagundes e Natália do Vale dando show no papel do casal Raul e Wanda, Débora Evelyn num papel que promete ser o melhor de sua carreira, com a desvairada, porém boa pessoa, Eunice. Mas a trama tem um casal de donos e ele atende pelo nome de Norma (Glória Pires) e Léo (Gabriel Braga Nunes).

Gabriel Braga Nunes que parecia perdido nos primeiros capítulos achou o tom de seu vilão e conseguiu dar a ele cara e voz corretos. Léo é a expressão pura da maldade movida por inveja, ressentimento, mágoa, desejo de provar-se, enfim, ele tem uma história. Ja Glória Pires mal entrou na novela e já roubou a cena para ela. Norma ainda nem é a vilã que o autor prometeu - ao que parece, ela se torna vilã após o capítulo 60 - mas a atriz soube compôr com maestria uma personagem solitária, insegura, carente e presa fácil para Leo. As seqüências da dupla estão ótimas.

Enfim, Insensato Coração ainda não é uma novela que transpira sucesso, mas tem algumas histórias que podem chamar a atenção e segurar todo o folhetim ao longo dos seus 08 meses de exibição. É o que se espera.

12 Quebraram tudo:

Marlon Kraupp disse...

Cara, eu to gostando tanto
depois de 3 decepções seguidas.. foi muito bom ver uma novela realmente boa...

Mais claro que, precisa melhorar..

Nunca gostei do Gabriel Braga Nunes, mais acho que dessa vez, deram o papel certo pra ele.. e o personagem pode, e com toda a certeza, vai render muito.

Quero ver a segunda faze da novela.. quando a norma se revoltar, etc.. vai ser muito foda...

João disse...

A novela ta muito boa, não perco um capitulo :D

Belle disse...

Gabriel Braga e Gloria Pires estão afinadíssimos em seus personagens.Roubaram a cena ontem.A dupla de vilões,com certeza, erá o grande detaque da trama.Concordo que os protagonitas estão muito chatos.Paola Oliveira,apesar de linda e talentosa,ainda não acertou o tom do papel e o Heriberto Leão ainda representa o Zeca de Paraíso.Espero que melhorem!Acho que faltou na trama mais tempo de entrosamento entre eles.A relação está sem sal...Palmas também para Ana Lúcia Torre,Deborah Evelyn e Natalia do Vale.

Nair disse...

A Paola esta insuportavel, muito fraca para um papel de destaque em novela das 9. Cada vez que a vejo (sempre chorando aliás) imagino como teria sido com a Ana Paula Arósio, mas enfim...isso pra mim estragou muito a novela.
Agora, não é tão ruim, eu consigo ver quase sem me irritar, diferentemente das péssimas antecessoras depois da insuperável A Favorita.
O problema é que Tititi está dando 1 ponto a mais de audiência. Isso é grave! E o JN também está na frente. A Globo deve estar feliz...feliz...

Gabriel Borba disse...

Infelizmente acredito que esta novela será mais um fiasco do horário nobre. O maior erro, ao meu ver, foi acelerar a história dos "protagonistas" (?); vamos concordar que não é possível um amor assim tão arrebatador acontecer daquela maneira. Muito falso. Una-se a isso a péssima atuação dos atores... O público sente coisas assim e acaba não torcendo pelo casal, que é o que acho que está acontecendo.
Concordo que os núcleos parecem dispersos e que Paola Oliveira e Eriberto Leão estão fraquíssimos, enquanto Gabriel Braga Nunes e Glória Pires vêm roubando a cena. Natália do Vale e Antônio Fagundes estão arrebentando.
Confesso que tinha desistido de assistir às novelas (só acompanhava Tititi por motivos sentimentais - adorei o original), mas vou dar um créditozinho e aguardar mais umas semanas para o abandono geral.
Bom, resta aguardar.

Caroline® disse...

Eriberto Leão é canastrão até a alma. Paola Oliveira está interpretando a si mesma (a trama da personagem - fura-olho - é exatamente a vida dela....). Fagundes grita demais, depois de Juvenal Antena ele perdeu a mão. Camila Pitanga anda perdida e chata. Lázaro Ramos é ótimo, mas esse papel não era pra ele, ele não tem sex appeal. Deborah Secco mais uma vez é clichê e lamentável. As coisas boas são mesmo Gabriel e Glória. Aliás, estou me coçando pra vê-la virar uma bruxa má e tocar o terror na novela, principalmente com a intragável Paola. Vou ter que torcer pra vilã de novo! Será que nunca mais teremos mocinhas carismáticas?

Francisco Othon Pereira de Norões disse...

Tititi é muito melhor....

Daivison Tavares disse...

Simplesmente eu gosto da novela,ponto.Porém tem alguns pecados que vem sendo cometidos e que se forem consertados a tempo a novela fica excelente.Adoro Paola Oliveira,porém tenho de confessar que o autor é que está errando a mão na personagem,mas sinceramente as vezes não sei se é a
Marina chorando e sendo verdadeira ou a Verônica sendo falsa e enganando o Gustavo(Cama de Gato). Fagundes como disseram depois do Juvenal, perdeu o tom.
Mas glória pires etá dando um show como faz em tudo.E Gabriel Braga Nunes não sei,mas nunca torço pelos papeis dele.
Mas torço por Isnsensato Coração e acredito na novela!

Kamila disse...

A novela está ótima, adoro a Marina (Paola Oliveira) e o Pedro (Eriberto Leão), e na minha opinião os dois atores estão muito bem em seus papéis.

Lukas disse...

Sempre gostei das novelas de Gilberto Braga ! Tinha a sensação que o horário nobre, ficava mais nobre qdo suas novelas estavam no ar. Fato que não esta ocorrendo no momento. Infelizmente desta vez em Insensato Coração, depois da saída de Ana Paula Arósio do elenco, por falta de postura profissional desta atriz, a Direção errou na escalação de Paola Oliveira, uma atriz sem sal que parece esta sempre com cara de colica pela suas feições, ela não tem expressão. Acho quem deveria ter ficado com papel era Camila Pitanga e ter escalado a Alessandra Negrine para o papel da Camila, fato q não poderia ocorrer, pois Gilberto Braga criticou muito atuação desta atriz em Paraiso Tropical, mas particulamente acho que a Negrine fez uma boa atuação. Quanto ao mocinho da historia o papel poderia ter ficado nada menos com Malvino Salvador, mas sem acontecer uma paixao acelerada, como foi entre os chatos protagonistas, fato q nao conveceu o publico. Ja o papel de Lazaro Ramos, não caiu como uma luva para este ator, mais um erro de escalação. Para esquentar a trama poderia aparecer do nada Regina Duarte como mãe da Norma (futura vilã), que deveria aprontar poucas e boas com a mãe, esta ai uma boa sugestão para a dupla Giberto Braga e Ricardo Linhares.

Paulo Jr. disse...

Não tá parecendo novela do Gilberto Braga. Passione era melhor.

FABIANE GOMES disse...

Glória pires e Grabiel Braga nunes é o que me prende para assistir a novela ja a Paola oliveira e Eriberto Braga,eles não dão aquela emoção aos seus papéis prefiria que a CAMILA PITANGA fosse a MARINA e LAZARO RAMOS o PEDRO ai sim a novela iria ficar show de bola.

Postar um comentário

Twitter Facebook Adicionar aos Favoritos Mais

 
Tecnologia do Blogger | por João Pedro Ferreira